Efeitos da corrupção

Senado empossa 37 eleitos e 17 reeleitos para mandato até 2019

Em uma definição ampla, a corrupção política significa o uso ilegal por parte de governantes, funcionários públicos e agentes privados que é usada para beneficiar os agentes econômicos corruptos (os que dão e os que recebem propinas) e não a população do país como um todo.
A corrupção ocorre não só através de crimes subsidiários como, por exemplo, os crimes de suborno (para o acesso ilegal ao dinheiro cobrado na forma de impostos, taxas e tributos) e do nepotismo (colocação de parentes e amigos aos cargos importantes na administração pública). O ato de um político se beneficiar de fundos públicos de uma maneira outra que a não prescrita em lei – isto é, através de seus salários - também é corrupção.

Consequência
Corrupção provoca distorções econômicas no setor público direcionando o investimento de áreas básicas como a educação, saúde e segurança para projetos em áreas em que as propinas e comissões são maiores, como a criação de estradas e usinas hidroelétricas. Além disso, a necessidade de esconder os negócios corruptos leva os agentes privados e públicos a aumentar a complexidade técnica desses projetos e, com isso, seu custo.
Infelizmente, vivemos em um país que a classe política, de maneira geral, não está nem ai para as questões sociais de seu povo. É nítida, a falta de respeito no qual os governantes estão fazendo em nosso país. Muitos desses governantes entram na política é para beneficiar-se pessoalmente e jamais pensam na população. O intuito de 'público' fica de lado e somente os interesses particulares prevalecem.

Fontes: Consciência Política; Petição Pública; Tudo e Região