1º de dezembro Dia Mundial de Combate a AIDS

Dia Mundial de Combate

aids

Desde o início da epidemia, em 1980, até junho de 2012, O Brasil tem 656.701 casos registrados de aids (condição em que a doença já se manifestou), de acordo com o último Boletim Epidemiológico. Em 2011, foram notificados 38.776 casos da doença e a taxa de incidência de aids no Brasil foi de 20,2 casos por 100 mil habitantes.

Transformar o 1º de dezembro em Dia Mundial de Luta Contra a Aids foi uma decisão da Assembléia Mundial de Saúde, em outubro de 1987, com apoio da Organização das Nações Unidas – ONU.

A AIDS em números

Observando-se a epidemia por região em um período de 10 anos, 2001 a 2011, a taxa de incidência caiu no Sudeste de 22,9 para 21,0 casos por 100 mil habitantes. Nas outras regiões, cresceu: 27,1 para 30,9 no Sul; 9,1 para 20,8 no Norte; 14,3 para 17,5 no Centro-Oeste; e 7,5 para 13,9 no Nordeste. Vale lembrar que o maior número de casos acumulados está concentrado na região Sudeste (56%).

Atualmente, ainda há mais casos da doença entre os homens do que entre as mulheres, mas essa diferença vem diminuindo ao longo dos anos. Esse aumento proporcional do número de casos de aids entre mulheres pode ser observado pela razão de sexos (número de casos em homens dividido pelo número de casos em mulheres). Em 1989, a razão de sexos era de cerca de 6 casos de aids no sexo masculino para cada 1 caso no sexo feminino. Em 2011, último dado disponível, chegou a 1,7 caso em homens para cada 1 em mulheres.

A cada minuto acontecem 11 novos casos no mundo. Só no ano passado, de acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), foram registrados 5,8 milhões de novas contaminações e 2,5 milhões de mortes. A Região Sudeste tem o maior percentual de notificações de infecção por HIV, com 305 mil casos (60,4%) entre os 630 mil existentes. O Sul concentra 95 mil casos (18,9%, acima de seu percentual populacional), o Nordeste 58 mil (11,5%), o Centro-Oeste 28 mil (5,7%) e o Norte 18 mil casos (3,6%).

Fontes:  Ministério da Saúde e Pastoral da AIDS Nordeste